Blog

4 negócios que terão muito destaque em um período pós-pandemia

A pandemia do novo coronavírus mudou bastante a estrutura de diversos negócios e o modo de vida da sociedade. Ainda que a ciência consiga oferecer uma vacina com alto potencial de imunidade em um futuro próximo, a readaptação de rotinas é algo que ainda pode perdurar por um bom tempo.Para salvaguardar a vida de colaboradores, diversas empresas adotaram pelo home office integral, ou de 15 em 15 dias, diminuindo as chances de contágio em massa ao manter os funcionários em um único ambiente.No entanto, durante a reinvenção forçada do negócio para seguir arcando com os custos da empresa, diversos empresários se viram envoltos a oportunidade de novos negócios que podem ser tendência em um mundo pós-pandêmico. A seguir conheça 4 deles. 1. Negócio online O famoso e-commerce já dava sinais de grande prospecção em um futuro próximo antes da pandemia. A facilidade de vender pela internet tem se tornado um dos focos principais das empresas, inclusive aquelas com o público-alvo mais jovem.Com o comércio físico fechado, alguns negócios encontraram na internet a chance de continuarem fazendo receita, elevando ainda mais o valor desse tipo de empreendimento. 2. Restaurantes digitais Os restaurantes também tiveram que montar uma estrutura online para seguirem funcionando, no entanto, durante esse tempo de paralisação, novos empreendedores nesse ramo investiram capital para funcionar em um ambiente 100% online.Sem muita projeção do que pode ocorrer no futuro, negócios familiares ou entre amigos surgem para oferecer o melhor da comida caseira a um clique ou mensagem através do Whatsapp.Apesar de a preferência do consumidor ainda ser pelos espaços físicos, os restaurantes digitais começam a ditar uma tendência de negócio interessante para evitar riscos maiores para a população. 3. Home office e escritórios menores Os resultados positivos do trabalho remoto nas empresas podem ditar um futuro mais online do que presencial. Isso se deve ao fato de que atualmente, diversas plataformas e softwares conseguem manter as demandas da organização em dia, e os gestores podem acompanhar seus desenvolvimentos.Impedidas de funcionarem presencialmente, essas empresas tiveram os custos reduzidos de maneira significativa enquanto mantinham o mesmo trabalho de sempre. Como consequência, é possível que a tendência seja diminuir o tamanho dos escritórios enquanto consegue manter alguns funcionários em regime de tele trabalho completamente. 4. Entretenimento online Outro setor castigado pela paralisação das atividades durante a pandemia foi o cultural, sendo os primeiros a serem obrigados a fecharem as portas, esses artistas e colaboradores foram forçados a oferecerem alternativas online.O que já era possível com a explosão de ofertas das plataformas de streaming como a Netflix e a Prime Video, a tendência agora é que os festivais de cinema ofereçam suas edições online para o público.Essa opção também está sendo adotada por museus e espaços culturais diversos que oferecem tour virtual ou ainda a possibilidade de acompanhar espetáculos e outras apresentações diretamente no conforto do lar.Complexos de cinemas também estão mudando: com a reabertura gradual acontecendo, o processo de compra tem sido realizado online, além das comidas e bebidas serem preparadas separadamente, algo que pode seguir sendo tendência, uma vez que o conforto do cliente é bem maior.Visite nosso site e saiba mais sobre o espaço coworking.

Leia mais »

Sobrevivendo X crescendo: como está sua empresa hoje?

Muitos empreendedores não percebem, mas há dois modos de funcionamento para uma empresa: modo de sobrevivência e modo de crescimento. Se o seu negócio não está em um, com certeza está em outro. E é claro que o objetivo de todo empresário é ver sua empresa crescer, lutar para manter suas portas abertas. A questão é que toda organização, independentemente de seu porte, em algum momento vai passar pelo estágio de modo de sobrevivência. A maioria dos negócios começa assim, inclusive. Mas saber identificar em qual fase a sua empresa está e, mais importante ainda, saber quando é seguro migrar para o modo de crescimento é fundamental. Quer saber mais sobre este assunto? Então continue lendo e descubra se a sua empresa está sobrevivendo ou crescendo! Modo de sobrevivência x modo de crescimento Antes de tudo, vamos te ajudar a identificar os sinais de cada uma destas fases. Dessa forma, você vai poder tirar a dúvida e diagnosticar o estado do seu empreendimento. Negócios que estão sobrevivendo: • Estão constantemente em busca de cortar custos; • Têm um número de funcionários menor que o ideal ou estão em processo de redução do quadro; • Operam com margens de lucro baixas; • Procuram adiar seus gastos; • Estão sempre tentando aumentar as reservas financeiras. Estes são alguns dos sintomas da empresa que está apenas sobrevivendo. No geral, todos eles apontam para um certo nível de instabilidade e insegurança. Se você consegue determinar metas e objetivos para o seu negócio, mas tem dificuldade de colocar os planos necessários a eles em prática, provavelmente você está aqui. Negócios que estão crescendo: • Reinvestem seus lucros (aumentando os custos, ainda que temporariamente); • Estão em busca de novos talentos ou de ampliação da equipe; • Criam estratégias de expansão dos negócios e das parcerias; • Investem em treinamento e infraestrutura; • Investem em sistemas de recompensa por desempenho. Se a sua empresa está crescendo, ela tem espaço para investir. É claro que isso não significa se descuidar dos custos, uma vez que a rentabilidade é fundamental para que o crescimento seja sustentável em médio e longo prazo, mas no modo de crescimento, os custos deixam de ser a principal preocupação, uma vez que aumentá-los temporariamente pode ser o caminho para atingir as metas do negócio. Como, ou melhor, quando migrar do modo de sobrevivência para o modo de crescimento? Aqui está o pulo do gato: muitas empresas fecham suas portas não porque passaram tempo demais apenas sobrevivendo. Estar em modo de sobrevivência não é necessariamente um mal sinal. O que costuma levar ao encerramento das operações é uma tentativa precoce de passar da sobrevivência para o crescimento, quando a empresa ainda não está preparada, gerando um endividamento muito grande e má execução dos planos de crescimento. Então, a questão não é tanto como passar de sobrevivência para crescimento, mas quando. Alguns sinais de que o seu negócio está pronto são: • Seu negócio é elegível para boas linhas de crédito (caso sejam necessárias) e possui os recursos para assumir este compromisso financeiro; • Sua empresa consegue iniciar a expansão das atividades com o quadro de funcionários atual; • O fluxo de caixa da organização atingiu ou ultrapassou o ponto de equilíbrio. Quer descobrir novas formas de operar para ajustar o modo de trabalho do seu negócio à sua situação atual? Entre em contato via WhatsApp e conheça o nosso Coworking!

Leia mais »

O coworking como alternativa para vencer a crise na sua empresa

A pandemia da Covid-19 não foi a grande causadora da crise econômica pela qual o Brasil passa. Ela vem se arrastando antes mesmo dessa situação que todos nós estamos enfrentando. Para ser preciso, ela teve seu início em meados de 2014, conforme uma reportagem da Época. O que tal pandemia fez foi intensificar a crise econômica. Desde então, as empresas têm buscado alternativas para vencê-la e sobreviver a essa situação que já foi responsável pelo fechamento de grandes organizações. Você sabia, no entanto, que o coworking é uma excelente solução para vencer a crise em sua empresa? Continue a leitura e veja como! O coworking oferece uma ótima relação custo-benefício O coworking oferece uma ótima relação custo-benefício para uma empresa, uma vez que conta com diversos tipos de salas que podem ser utilizadas durante a crise, o que, na prática, faz com que ela reduza custos. Na crise, torna-se mais fácil gerir uma empresa sem ter que se preocupar com os custos gerados pelo seu funcionamento. Veja, a seguir, o que um coworking pode oferecer a sua empresa: Ambientes Um coworking conta com diversos tipos de ambientes, como escritório compartilhado, salas privativas, estações de trabalho entre outras, que podem ser alugadas por um preço em conta para assim fazer com que as operações de sua empresa sejam executadas com eficiência e produtividade. Os ambientes de um coworking são o melhor local para a empresa que busca garantir um espaço de trabalho ideal para seus funcionários. Um coworking conta não apenas com salas com mobílias de alta qualidade, mas também com serviços como wi-fi e até mesmo recepção. Tudo isso sem deixar de considerar ainda a sala de reunião, que pode ser alugada para que a sua empresa feche negócios importantes com novas parcerias. Os ambientes de um coworking se colocam como um local fundamental nestes tempos de crise e de pandemia, vale dizer, pois podem servir de maneira completa aos interesses de uma organização. Serviços Além de possibilitar, em muitos dos casos, serviço de recepção, ou seja, de uma equipe altamente qualificada para atender seus funcionários e parceiros de negócios, um coworking disponibiliza endereço comercial e fiscal, que pode ser utilizado pela sua organização para receber correspondências ou qualquer produto de seu interesse. Ao contar com um coworking, você tem a certeza de que não precisa de uma empresa física para obter sucesso. Tudo pode ser resolvido dentro de um espaço coworking e, o melhor, com a ajuda de pessoas que podem fazer o seu negócio crescer, pois é comum que esse tipo de serviço preste também consultoria na área de gestão. Um coworking não apenas possibilita que tenha acesso a serviços, considerando a ótima relação de custo-benefício, mas também coloca a sua empresa em contato com diversas outras, o que pode gerar novas oportunidades de negócios e trocas de ideias. Agora que você sabe que pode contar com um coworking para vencer a crise, que tal conhecer nosso espaço? Entre em contato com a gente pelo WhatsApp clicando no ícone do aplicativo ao lado. É o local ideal para sua empresa funcionar a todo vapor!

Leia mais »

Como está o posicionamento das empresas nos dias atuais?

Com a globalização cada vez mais em alta e presente no cotidiano de boa parte da população, o posicionamento das empresas é de suma relevância para que a marca se mantenha competitiva no mercado. Embora o conceito de posicionamento seja simples de compreender, desenvolvê-lo, na prática pode custar um pouco mais para a empresa que quer ser lembrada de maneira positiva pelos seus clientes externos e ter a possibilidade de conquistar novos. A tecnologia possibilitou uma proximidade única entre o cliente e a empresa, o que antes era centralizado nas vendas do mercado físico, hoje precisa ser atualizado de maneira atraente para esse consumidor que está conectado nas redes sociais. A partir dessa mudança de comportamento, todo o marketing de posicionamento do produto também mudou, fazendo com que as empresas tivessem que estudar novamente esse cliente para entender suas novas demandas. Mesmo que o marketing envolvido na estratégia do produto siga ainda a estrutura dos 4 Ps (preço, praça, produto e promoção), a comunicação estabelecida precisa sempre de alguns ajustes. Isso se deve ao fato de que o consumidor não quer mais comprar um produto apenas pelo viés econômico, ele quer sentir conexão também com os valores vendidos por trás dessa marca. Sendo assim, o posicionamento das empresas nos dias atuais, precisa se valer da criação de produtos que atenda as necessidades internas e externas desse cliente. Dentro desse cenário, é importante buscar compreender qual é o ambiente em que está inserido esse público, o que mudou em sua roda de discussão e como está sua vida prática. Um bom posicionamento é aquele que compreende as dores do cliente e busca mostrar uma solução eficaz capaz de transformar sua rotina para melhor, é a posição em que a empresa praticamente diz ao cliente que ele conseguirá ser mais feliz utilizando sua marca. Como definir o posicionamento ideal para a empresa? O posicionamento da empresa irá variar de acordo com as exigências impostas pelo produto e pelo consumidor final. Ela pode adotar mais de uma estratégia desde que esteja inserida em: 1. Posicionamento específico A empresa deseja mostrar que tem um produto único no mercado, com o melhor preço, melhor qualidade, com tecnologia de ponta etc. Isso pode criar no cliente externo um senso de urgência e vontade de obter o produto. 2. Posicionamento contra concorrente Nem só de estudar o perfil do público-alvo prevalece o posicionamento de uma marca, ela também precisa entender como seus concorrentes estão lidando com isso e o que eles estão oferecendo de benefícios. Essa análise de mercado faz com que a empresa adote um tom ainda melhor que o seu concorrente e desenvolva um produto mais atualizado e, às vezes, com uma garantia de durabilidade ainda melhor. 3. Posicionamento de categoria Diferentes segmentos de mercado evidenciam as marcas que melhor estão se posicionando dentro das demandas presentes naquela categoria, nesse caso, conquistar essa posição pode ser sinônimo de liderança empresarial. 4. Posicionamento por benefício Nesse caso o que mais vale é a estratégia do marketing aplicado ao produto, é o momento em que a empresa deve pensar: como posso oferecer um bom produto com vantagens exclusivas? A criatividade imposta pelos brindes do produto ou serviço irá diferenciar a marca dos concorrentes, conquistando mais rápido o cliente que gosta de consumir novidades. Saiba mais sobre posicionamento de marketing nas empresas através do nosso site.

Leia mais »

Saiba quais são as 6 profissões mais rentáveis nos dias atuais

Um dos grandes objetivos dos trabalhadores em todo o mundo é conquistar uma profissão com boa remuneração. E é também pensando nisso que as pessoas costumam estudar tanto e se esforçar para conseguirem ser promovidas. Diante dessa realidade, o fator rentabilidade pesa muito na hora de escolher uma profissão ou batalhar por ela e, apesar da diversidade existente no mercado de profissional e da instabilidade na economia, existem algumas funções que permitem ganhos bem mais altos do que a média salarial da maioria dos profissionais. Se você ficou curioso para saber quais são as profissões mais rentáveis atualmente, continue sua leitura e conheça as cinco áreas que mais pagam bem. Medicina Os profissionais médicos trabalham arduamente e sua atuação não é fácil. Nada mais justo do que receberem bons salários, não é mesmo? Suas remunerações dependem da especialização escolhida e do tempo de atuação. Mas a média salarial dos profissionais com formação em medicina tem sido de R$ 8,4 mil. Cirurgiões plásticos são os que costumam faturar mais, com ganhos médios na casa dos R$ 18 mil. Um diretor de hospital pode chegar a ganhar R$ 50 mil por mês. Engenharia Não é à toa que tanta gente procura se formar em engenharia. A profissão de engenheiro é uma das que mais pagam bem no Brasil. As áreas mais comuns da engenharia possuem média salarial de R$ 5 mil, mas, dependendo do ramo de atividade, os rendimentos podem ser bem maiores, como é o caso da engenharia ambiental com salários que podem chegar a R$ 20 mil. Direito Geralmente, a grande maioria das áreas dentro do direito têm bons salários, mas são o Direito Internacional, Empresarial, Civil e Tributário que apresentam os melhores salários. A média salarial de um advogado empresarial é R$ 7 mil, mesmo valor do salário que um assessor jurídico pode chegar a receber. Enquanto que um diretor jurídico do mercado financeiro consegue alcançar ganhos de até R$ 40 mil. Tecnologia da Informação A área de TI expandiu-se muito nos últimos tempos e o acesso mais facilitado a essa formação fez com que muitas pessoas se interessassem pelas profissões do ramo. Os salários desses profissionais chamam bastante atenção dos interessados. No início de sua carreira, um analista de sistema tem remuneração média de R$ 4 mil, mas o aumento de salário para esses profissionais costuma vir rápido, chegando a alcançar R$ 17 mil. Um diretor técnico e um diretor de operações atuante na área de tecnologia pode receber um salário na casa dos R$ 50 mil por mês. Marketing e vendas A área de marketing, apesar de ter sido sempre muito ativa, desenvolveu-se ainda mais com o passar dos anos. Quanto ao setor de vendas, não é novidade para ninguém que ele possibilita altos ganhos. Gerentes de atendimento dessa área têm como média salarial inicial R$ 4 mil. Já um profissional no cargo de analista de marketing consegue alcançar ganhos de R$ 7 mil, enquanto que aqueles que conseguem se tornar diretores comerciais podem ganhar R$ 18 mil. Odontologia Assim como na medicina, o salário de um profissional da odontologia depende muito da sua especialidade e do tempo de carreira, além do local de trabalho também interferir nisso. Mas a remuneração média dessa área é de R$ 5 mil. Caso odontologista consiga um cargo no serviço público, sua renda provavelmente irá estar acima dos R$ 15 mil. Se você é profissional de qualquer área e precisa de um espaço de escritório compartilhado com toda a estrutura para realizar seu trabalho da melhor maneira, acesse nosso site ou entre em contato pelo WhatsApp e conheça nossas opções.Título: Saiba quais são as X profissões mais rentáveis nos dias atuais Um dos grandes objetivos dos trabalhadores em todo o mundo é conquistar uma profissão com boa remuneração. E é também pensando nisso que as pessoas costumam estudar tanto e se esforçar para conseguirem ser promovidas. Diante dessa realidade, o fator rentabilidade pesa muito na hora de escolher uma profissão ou batalhar por ela e, apesar da diversidade existente no mercado de profissional e da instabilidade na economia, existem algumas funções que permitem ganhos bem mais altos do que a média salarial da maioria dos profissionais. Se você ficou curioso para saber quais são as profissões mais rentáveis atualmente, continue sua leitura e conheça as cinco áreas que mais pagam bem. Medicina Os profissionais médicos trabalham arduamente e sua atuação não é fácil. Nada mais justo do que receberem bons salários, não é mesmo? Suas remunerações dependem da especialização escolhida e do tempo de atuação. Mas a média salarial dos profissionais com formação em medicina tem sido de R$ 8,4 mil. Cirurgiões plásticos são os que costumam faturar mais, com ganhos médios na casa dos R$ 18 mil. Um diretor de hospital pode chegar a ganhar R$ 50 mil por mês. Engenharia Não é à toa que tanta gente procura se formar em engenharia. A profissão de engenheiro é uma das que mais pagam bem no Brasil. As áreas mais comuns da engenharia possuem média salarial de R$ 5 mil, mas, dependendo do ramo de atividade, os rendimentos podem ser bem maiores, como é o caso da engenharia ambiental com salários que podem chegar a R$ 20 mil. Direito Geralmente, a grande maioria das áreas dentro do direito têm bons salários, mas são o Direito Internacional, Empresarial, Civil e Tributário que apresentam os melhores salários. A média salarial de um advogado empresarial é R$ 7 mil, mesmo valor do salário que um assessor jurídico pode chegar a receber. Enquanto que um diretor jurídico do mercado financeiro consegue alcançar ganhos de até R$ 40 mil. Tecnologia da Informação A área de TI expandiu-se muito nos últimos tempos e o acesso mais facilitado a essa formação fez com que muitas pessoas se interessassem pelas profissões do ramo. Os salários desses profissionais chamam bastante atenção dos interessados. No início de sua carreira, um analista de sistema tem remuneração média de R$ 4 mil, mas o aumento de salário para esses profissionais costuma vir

Leia mais »

Certificado digital: descubra porque a sua empresa precisa de um

O mundo mudou, as tecnologias avançaram e, assim, novas ferramentas surgiram, principalmente na área digital. Um destes conceitos que apareceu e veio para ficar é o chamado certificado digital. Eles são formas de pessoas físicas, ou empresas, garantirem a autenticidade de documentos digitais. As atividades online, para terem garantia de segurança para os envolvidos, precisam deste tipo de formalidade. As notas fiscais eletrônicas, entre outros documentos, necessitam desta ferramenta para funcionarem de forma segura. Sendo assim, é fundamental que as empresas corram atrás de ter os certificados digitais em seus negócios, por uma série de razões. E o objetivo deste artigo é, justamente, falar sobre alguns dos motivos pelos quais não é possível ficar sem o certificado digital atualmente. Velocidade das transações e logística facilitada Primeiro de tudo, é importante entender que os serviços digitais aproximaram as empresas de cidades, estados e até países diferentes, tornando os negócios mais simples e otimizados. Porém, negócios são negócios e, assim, é preciso contar com todo o amparo legal e burocrático para que as coisas funcionem corretamente. Com o certificado digital é possível efetuar as transações com marcas de outras localidades sem sair da própria sede, por meio do envio de documentos que são autenticados pelo certificado. Tudo fica mais rápido, já que a empresa não precisa mandar profissionais para outra cidade. Além de tudo, é mais barato, com a economia relacionada ao deslocamento. Ou seja, com o certificado digital é possível ganhar tempo, eficiência e dinheiro de uma vez só. Se a tecnologia permite esta equação positiva para os negócios, não faz sentido uma empresa abrir mão de ter um certificado digital. Além disso, hoje em dia ter esta ferramenta pode ser um diferencial. Imagine a seguinte situação: se uma marca está negociando com duas concorrentes de outro estado, e apenas uma tem os certificados digitais, vale mais a pena evitar deslocamento e custos, realizando tudo de forma mais rápida. A outra, sem o certificado, fica para trás na disputa pelo cliente e/ou serviço. Credibilidade e segurança Além das vantagens práticas, há ainda o fato de o certificado digital garantir uma imagem mais positiva para qualquer empresa, e mesmo para profissionais autônomos e freelancers. Os documentos são melhor protegidos, os processos são mais seguros e confiáveis, ficando mais resguardados em relação a fraudes, por exemplo. E, claro, possuir uma empresa com melhores ferramentas tecnológicas é, por si só, positivo, pois mostra capacidade técnica e de atuação. Os clientes não querem uma empresa que não ofereça as possibilidades mais eficientes. Logo, munir o negócio com o que há de melhor no mercado também dá credibilidade. A privacidade, da própria empresa e do cliente, também são preservados nos sistemas de criptografias seguras. Portanto, fica bastante claro que uma empresa séria, que busca oferecer o melhor trabalho, para si e para os clientes, precisa do certificado digital. Quando a melhoria no serviço se une a menos gasto e ganho de tempo nos processos, não sobram motivos para não implantar o formato no seu negócio. Quer saber tudo sobre o que há de melhor nos formatos de trabalho, criando condições melhores para que tudo funcione com perfeição? Conheça nossos serviços, nos acionando pelo WhatsApp ou visitando o site. Você pode encontrar mais informações e entender no que podemos ajudá-lo. Não perca tempo e vamos trabalhar juntos!

Leia mais »